Archive | outubro 2013

Projetos de gerar créditos para uso do transporte público a partir do lixo

Projeto brasileiro

http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI314955-17770,00-BRASILEIRO+PROPOE+INCENTIVO+A+RECICLAGEM+COM+IDEIA+INOVADORA.html

Na China

http://www.mobilize.org.br/noticias/4665/em-pequim-garrafas-pet-valem-passagem-de-metro.html

Anúncios

19º Congresso nacional de transporte e trânsito da ANTP

Imagem

O 19º Congresso da ANTP trouxe uma programação variada com o tema, “mobilidade urbana para cidades sustentáveis”, sendo abordado sob os mais diversos pontos de vista. Houve palestras com profissionais de diferentes setores de atuação, de acadêmicos a gestores públicos e políticos. Um dos pontos altos, no entanto, foram as comunicações técnicas, cujos expositores eram oriundos de muitas partes do país, com trabalhos que agregaram muito conteúdo aos participantes. A feira de produtos e serviços INTRANS também foi bastante interessante, mostrando as inovações tecnológicas relacionadas ao trânsito e transporte. Leia Mais…

“Faixa rosa” nos transportes coletivos

faixa rosa

Navegando pelo site Mobilize Brasil encontrei uma matéria que trata de um Projeto de Lei recentemente aprovado pelos vereadores de São Paulo que cria espaços destinados especificamente às mulheres no transporte público coletivo. Chamados de “faixas rosa”, estes espaços teriam a finalidade de “evitar os abusos e as situações constrangedoras que muitas mulheres sofrem dentro do transporte coletivo por causa do comportamento de alguns homens”.

A consideração feita pelo editor do referido site, Marcos de Sousa, resume bem a minha ideia sobre o tema:

“Apesar do apoio recebido por milhares de passageiras que sofrem constrangimentos em seu dia-a-dia, a proposta é uma resposta pobre ao problema da superlotação dos trens e ônibus, que é a questão central no transporte público do Brasil. Investir em educação, inclusive no interior de estações e terminais, seria outro ponto a ser tratado pelas autoridades. Segregar homens e mulheres é admitir que nós brasileiros vivemos em ambiente de barbárie.”

E vocês, o que acham da ideia?